Siga-nos nas redes sociais:

CONTATO: (21) 3830-5448

Conhecendo a espuma

Conhecendo a espuma da sua cadeira

As espumas utilizadas nas confecções dos colchões, estofamento de cadeiras, travesseiros, esponjas de banho e cozinha que são produzidos, basicamente, por duas matérias primas: o TDI (Tolueno Dissocianato de Metila) e o Poliol, ambos com aspecto cristalino e derivado do petróleo, sendo este último mais viscoso.

Além destes ingredientes são acrescentados ainda estabilizadores, tais como: silicone, estanho, corantes, etc.

Todos os ingredientes são colocados em uma batedeira, onde são misturados por alguns segundos. Em seguida, a mistura é colocada em uma forma que, por uma reação química, depois de certo tempo torna-se uma espuma sólida.

Resumindo: Material celular, de baixo peso, resultante da introdução de bolhas de um gás em uma massa polimerizante.

Espuma Laminada e injetada.

Estes termos indicam o processo de produção da espuma, mas não atestam sua qualidade.

Espuma laminada – (Chamada também de espuma expandida) são tiradas de um bloco de espuma previamente confeccionado. são extraídas Lâminas de Espuma de um bloco do tamanho e da espessura necessária a ser usada.

Espuma injetada – é fabricada na medida exata, o composto que forma a espuma é injetado dentro do molde no formato exato a ser utilizado. Normalmente a injetada possui uma densidade maior que a laminada, o que garante menor deformação e maior durabilidade.

     Existem vários fatores que definem a qualidade da espuma, entre outros há a densidade e a resiliência.

DENSIDADE – determina o peso que a espuma suporta, ou seja, quanto peso uma espuma consegue suportar durante um determinado tempo sem que aconteça deformação permanente.

Densidade é o peso de 1m³ de espuma, portanto para saber a densidade da sua espuma é necessário pesa-la. Ex. 1m³ de uma espuma D-33 deve ter 33kgs, podendo se considerar uma margem de 10%para mais ou para menos.

RESILIÊNCIA – velocidade de retorno da espuma quando comprimida e indica o grau de conforto da espuma.

Espuma de Alta Resiliência – Espuma flexível de bloco (laminada) ou moldada (injetada) baseada na reação de polióis reativos, de alto peso molecular, com TDI ou misturas de TDI/MDI com valor de resiliência maior ou igual a 55.

Estas espumas são usadas em móveis e colchões de alto conforto bem como em assentos automotivos.

A partir dos meados da década de 80, a preocupação crescente com o meio ambiente, particularmente a reciclagem dos produtos a base de poliuretano, e a destruição da camada de Ozônio, provocada pelos clorofluorcarbonos, marcou o início de uma nova fase de desenvolvimento de produtos e processos para os vários segmentos da indústria de poliuretano.

Espumas fl exíveis isentas de clorofl uorocarbonos, novos polióis, silicones, catalisadores e agentes alternativos de expansão, bem como novos processos de espumação têm sido, desde o início da década de 90, implementados com sucesso.

APLICAÇÕES DAS ESPUMAS FLEXÍVEIS

As principais características das espumas flexíveis de poliuretano são:

  • Baixo Peso
  • Alto Conforto
  • Excelente Acolchoamento
  • Boa Elasticidade
  • Boa Resistência ao Rasgamento
  • Ótima Resistência à Fadiga
  • Facilidade de Corte
  • Excelente Conformação
  • Bom Isolamento Térmico

As espumas flexíveis podem ser produzidas numa ampla faixa de densidades, com os mais variados graus de dureza, o que as tornam o material preferido para o estofamento nas indústrias de móveis e colchões.

Estas espumas apresentam ainda resistência à degradação consideravelmente maior do que as espumas baseadas em látex natural.

Entre as inúmeras áreas de aplicações das espumas flexíveis destacam-se:

  • Colchões
  • Móveis
  • Travesseiros
  • Almofadas
  • Componentes Automotivos
  • Componentes para Calçados
  • Brinquedos
  • Vestuário
  • Artigos de Limpeza
  • Artigos de Higiene Pessoal
  • Artigos para Construção Civil
  • Embalagens

Concluimos então que a qualidade da espuma vai depender da matéria prima usada em sua fabricação, e do destino que será dado a esta espuma. Precisamos então adquirir produtos de fabricantes confiáveis para que possamos ter o maior custo benefício possível.

No caso de Poltronas e cadeiras para escritório, precisamos nos preocupar com o fato de que cada vez passamos mais tempo trabalhando do que sobre os colchoes, e precisamos ter esta atenção na hora de escolher a poltrona certa.

E importante saber cuidar do produto, mantendo-o sempre em boas condições de higiene e limpeza e respeitando as condições de uso sugeridas pelo fabricante. Além disso, devemos sempre estar cientes de que a vida útil das espumas um dia chega ao fim, e é necessário trocá-las antes que ele dê sérios problemas de coluna a quem as usa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*